Ensino Superior no estrangeiro: Quando é que devo candidatar-me?

28 Novembro 2017 | 143

Quando é que devo começar a candidatar-me?

Começa a tratar da tua candidatura o mais cedo possível.


Candidatares-te a uma universidade, é um processo que exige a reunião de vários documentos, cuja redação e obtenção tendem a ser demorados.


Quanto mais cedo receberes a tua carta de aceitação da universidade, mais tempo terás para tratares da tua viagem. Tem atenção aos prazos de candidatura, essenciais para ingressares!


Os deadlines são muito diferentes, variando de país, universidade e curso. Por exemplo, no Reino Unido, a 1ª fase de candidaturas termina em Janeiro e existem universidades que abrem as candidaturas 1 ano antes. Para teres uma noção, Portugal, é dos países da EU onde mais tarde os alunos se candidatam à universidade! Ou seja, se o teu sonho é tirar uma licenciatura ou um mestrado no estrangeiro, não esperes terminar o secundário ou a tua licenciatura. O nosso conselho, é começares a tratar da tua candidatura, no mínimo, 6 meses antes do começo das aulas da universidade para a qual te queres candidatar.


As nossas recomendações:


- Antes de te candidatares:


•    Pesquisa na internet, as universidades do país onde queres estudar e visita as páginas individuais das instituições;
•    No caso de não saberes onde pesquisar, contacta algum familiar, amigo ou professor que já tenha estudado no estrangeiro ou então um agente educativo;
•    Considera elementos como: o clima, a localização da universidade, o ambiente, a rede de transportes, o alojamento, o custo de vida, etc;
•    Compara universidades: universidades de diferentes países e mesmo universidades do mesmo país, têm diferentes estruturas físicas, contextos académicos e metodologias;


- Durante a candidatura:


•    Verifica bem o plano de estudos do curso para o qual te estás a candidatar. Verifica se ele corresponde às tuas expectativas e se tens as qualificações necessárias para ingressares;
•    Liga para o departamento de admissões da universidade e não sintas vergonha! Tira todas as tuas dúvidas, porque estes departamentos existem mesmo para te ajudar!
•    Tem um plano B e C caso a primeira opção falhe;
•    Sê honesto!
•    Escreve uma carta de motivação. Isto irá destacar-te dos demais candidatos e permite ao responsável que irá tratar da tua candidatura conhecer-te um pouco melhor;
•    Prepara-te para testes (se necessário). Algumas universidades podem pedir que faças testes adicionais. Estes dependem sempre dos requisitos de entrada das instituições;
•    Organiza-te e tem atenção a todos prazos!