Estudar na Europa de forma gratuita ou com propinas baixas

28 Junho 2022 | 1327

A Europa oferece muitas opções de estudo acessíveis para aqueles que pretendem tirar um curso superior no estrangeiro.

Em muitos países, a educação é gratuita para estudantes europeus, e existem até alguns países onde estudantes internacionais podem estudar gratuitamente.

País

Propinas anuais

estudantes EU/EEA

Propinas anuais

estudantes internacionais

ÁustriaGratuitas1.500€
DinamarcaGratuitas6.000€ - 16.000€
FinlândiaGratuitas5.000€ - 20.000€
FrançaGratuitas2.800€ - 3.800€
AlemanhaGratuitasGratuitas
GréciaGratuitas1.500€
HungriaGratuitas1.500€
NoruegaGratuitasGratuitas
PolóniaGratuitas2.000€
EslovéniaGratuitas5.000€
SuéciaGratuitas8.300€ - 20.800€

Dinamarca

A Dinamarca é um país muito interessante para estudantes Europeus, porque oferece propinas gratuitas que garantem acesso a um sistema de ensino de elevado prestígio. Para estudantes internacionais não europeus, as propinas podem ir até 16.000€ por ano.

França

Com um sistema de ensino reconhecido mundialmente, a França disponibiliza cada vez mais licenciaturas e mestrados lecionados em Inglês. A maioria das universidades públicas francesas não cobra nenhum tipo de propina a estudantes Europeus. Para os estudantes que não sejam da UE, são cobradas propinas anuais relativamente modestas, nomeadamente, 2.800€ para licenciaturas e de 3.800€ para mestrados.

Alemanha

A Alemanha é um dos países mais populares para estudantes internacionais e ficou em 1º lugar no ranking study.eu de 2017 e 2018. Com a exceção de algumas universidades privadas, é possível estudar na Alemanha gratuitamente, independentemente de ser estudante europeu ou internacional.

Hungria

A Hungria ficou entre os primeiros lugares do ranking study.eu em 2018. Sem propinas para estudantes da UE e propinas muito baixas para estudantes internacionais, a Hungria oferece também um custo de vida muito baixo, tornando-se um destino a considerar.

Polónia

Classificada como o país europeu mais acessível no ranking study.eu de 2018, é possível para os europeus estudarem de forma gratuita. Além disso, à semelhança da Hungria, a Polónia oferece um custo de vida bastante competitivo.