Estudar no estrangeiro: Ensino Profissional ou Universitário?

12 Outubro 2017 | 111

Ensino Profissional ou Universitário?


Existem muitas decisões a tomar quando pensas em prosseguir os teus estudos…., que área devo seguir, onde devo estudar, que universidade e qual o modelo de estudo que melhor se adequa à minha personalidade e estilo de vida, apenas para citar alguns.
Mas…e qual o tipo de ensino e instituição?


Para alguns, a escolha de ir para a universidade é uma decisão óbvia, com algumas profissões - como medicina, direito e arquitetura – apenas lecionadas em universidades. Outras áreas (como hotelaria e artes criativas) são ensinadas tanto no ensino superior universitário como no ensino profissional.


De qualquer das formas, é comum encontrar universidades a lecionar cursos profissionais e escolas profissionais a lecionar licenciaturas. Não existe um sistema uniformizado universal, cada país tem o seu sistema, sobretudo nos países fora da União Europeia, no entanto, dentro da União Europeia também encontramos este sistema.


Então, Qual a melhor opção para mim?


Em primeiro lugar, é importante garantir que existe um conhecimento das duas opções e que ambas foram estudadas extensivamente e tidas em consideração na altura da decisão. Analisa cada curso com atenção, vê as opções futuras de especialização e enquadra-as no contexto do mercado de trabalho atual. Para além disso, há que pensar no nível de qualificação a obter e se pretendes uma formação mais académica ou com um foco predominantemente prático.

Nível de qualificação


Embora a maioria das áreas de estudo sejam oferecidas por ambos os ensinos, uma diferença significativa é a qualificação final. Uma licenciatura atribui um nível de instrução superior a um curso profissional.


O nível de qualificação obtido vai determinar os tipos de trabalho a executar. Por exemplo, num campo como o da Hotelaria (Hospitality), que normalmente está disponível nos dois tipos de ensino, uma qualificação profissional pode permitir a execução de tarefas práticas, tais como cozinhar e servir à mesa, enquanto uma licenciatura pode permitir assumir papéis mais complexos em gestão hoteleira.
Há que ter em consideração o nível de qualificação necessário para a tua profissão escolhida e outros objetivos de estudo específicos que possas ter.


Foco Académico ou Prático


Regra geral, podemos esperar que as escolas profissionais ofereçam uma instrução mais prática e que as universidades ofereçam um curriculum mais académico.

Qualquer que seja a escolha, tudo depende do campo de interesse de como se quer utilizar as qualificações obtidas. Exemplo, se existe interesse num curso de design, é importante distinguir se o interesse é em algo prático que direcione para uma carreira específica, como design de interiores, ou algo mais académico, como história de arte.

No entanto, não quer dizer que esta seja sempre a regra, muitas vezes vamos encontrar universidades que enfatizam a prática e empregabilidade dos seus cursos.


Estilo de aprendizagem

Assim como o foco do ensino, o estilo de aprendizagem também é um pouco diferente entre os dois tipos de ensino. Geralmente o ensino numa universidade é mais independente, é dada alguma orientação sobre a abordagem a determinado tema, no entanto, a partir daí é o estudante que desenvolve as suas ideias.

A avaliação é habitualmente focada na demonstração de conhecimento por parte do estudante e ponderada a forma como as matérias e os conceitos foram entendidos e percecionados, seja através de exames, ensaios ou referências académicas.


Por outro lado, uma qualificação profissional implica uma formação mais “hands-on” e não teórica. A avaliação está mais focada na obtenção de certas competências que estão estritamente relacionadas com as competências que as empresas e indústrias requerem.

Cursos Profissionais (Professional Courses)


Os Professional courses, são programas destinados a quem procura ser um profissional qualificado numa carreira específica, sobretudo em profissões mais práticas e nas designadas Trades (ofícios).


Estes cursos têm duração entre 1 e 2 anos, inferior a uma licenciatura, o que permite a um profissional poder ingressar no mercado de trabalho mais rapidamente. A maioria dos cursos incorpora obrigatoriamente estágios profissionais remunerados ou não remunerados e está comprovado que a taxa de empregabilidade, ao terminar o curso, é superior à de quem termina uma licenciatura.


O estudante que termina uma formação deste nível adquire o título correspondente e tem a possibilidade de prosseguir os estudos, para uma licenciatura, fazendo apenas mais 1 ou 2 anos, de acordo com a duração total de uma licenciatura (Bachelor degree).

Percurso mais popular entre os estudantes internacionais na Dinamarca:


1º e 2º ano
Academy Profession degree
Business Academies e  University College   

3º ano
Bachelor degree
Business Academies e  University College


Licenciaturas – Bachelor degree


As licenciaturas são o grau de formação mais popular entre os portugueses. Formação mais teórica e de base académica, requer uma maior capacidade de domínio dos conteúdos. Fundamental para quem quer seguir o percurso académico para um mestrado.
As licenciaturas podem ser feitas em Universidades ou Colleges, têm normalmente 3 ou 4 anos de duração e podem ter várias datas de início ao longo do ano. Ao terminar a licenciatura, o estudante fica apto a ingressar numa Pós-graduação ou Mestrado.
Percurso mais popular entre os estudantes internacionais nos EUA:


1º e 2º ano
Associatedegree
CommunityCollege   

3º e 4º
Bachelor degree
University

Reconhecimento de profissões


É necessário ter em atenção a questão do reconhecimento do diploma, sobretudo se o objetivo for voltar a Portugal. Normalmente as profissões que necessitam de um diploma para poder exercer a profissão, ou quando seja necessário pertencer a uma determinada ordem, requerem que as mesmas sejam reconhecidas pelas respetivas entidades nacionais.


Por exemplo, profissões como engenharias e arquiteturas poderão ser de fácil reconhecimento no nosso país, no entanto as ligadas à área da saúde já podem ter um grau acrescido de dificuldade, isto para cursos realizados fora da União Europeia. Para licenciaturas obtidas dentro da União Europeia, o sistema está uniformizado através de normativa europeia, o que permite obter todos os diplomas reconhecidos com muita facilidade.


Artigo por: Study Abroad Portugal